Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

O Príncipe dos Canalhas de Loretta Chase

Autor: Loretta Chase
Ano: 2015
Número de Páginas: 288
Editora: Arqueiro

Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...
Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.
Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.
Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Resenha: Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar do “O Príncipe Dos Canalhas” da autora Loretta Chase, esse livro ganhou o prêmio RITA de Melhor Romance Histórico.  Para quem nunca ouvi falar do prêmio RITA, ele é a maneira que a Associação Americana de Escritores de Romances encontrou de reconhecer os melhores romances lançados. Imaginem a alegria que fiquei quando a Editora Arqueiro anunciou que lançaria esse livro.
Preciso parabenizar a Editora Arqueiro pelo cuidado especial com o livro, a diagramação ficou ótima e a capa ficou belíssima. Antes de ler o livro li muitas resenhas e comentários sobre ele e todos sempre falavam que tinha um toque de “A Bela e a Fera”, mas devo dizer que o livro não se resume apenas a isso! Ele tem muito mais e se engana quem acha que encontrará um romance inocente. Os personagens desse livro são super inteligentes gerando diálogos que nos deixam de queixo caído e ficando impossível evitar boas risadas. O que mais diferencia esse romances dos outros é que o personagem principal é feio e isso é um detalhe mega importante no enredo. Vamos aos detalhes do livro.

Logo no começo do livro conhecemos melhor a vida de Sebastian Ballister, mais conhecido como marquês de Dain e entendemos por que ele se transformou em um homem que o apelido é lorde Belzebu. Sebastian deu o grande azar de nascer feio e isso transformou sua vida num verdadeiro inferno. Por ser feio ele de cara foi rejeitado pelo pai, mas ainda tinha o carinho de sua mãe, mas isso durou pouco tempo, pois sua mãe fugiu com o amante deixando ele na proteção do pai.

“Seu herdeiro era uma coisa verde e enrugada com grandes olhos negros, braços e pernas desproporcionais e um nariz grosseiro e exagerado. E chorava a plenos pulmões, sem parar.” Pág: 06.

Mal sabia ela que o pai odiava o filho com todas as forças e sua primeira ação foi jogar o filho no colégio interno. Agora imaginem uma criança feia sendo jogada num colégio interno? É ele sofreu um bullying danado, até que um dia aprendeu a se defender e com isso cresceu se tornando o pior devasso de todos. Após, a morte de seu pai, ele se tornou um marquês cheio de dívidas. A inteligência é o ponto alto de Dain e com isso ele consegue sanar todas as dívidas deixadas e ficar ainda mais rico. Logo se vê que ele não é o tipo de homem que atrai uma dama respeitável.

Jessica Trent acaba de chegar em Paris para tentar salvar a pele do seu irmão Bertie, segundo a carta enviada pelo criado Withers, seu irmão se encontra em maus lençóis graças ao maldito lorde Belzebu. O que Jessica não contava é que quando conhecesse o malvado lorde rolaria uma atração avassaladora de ambos os lados.
Dain fica completamente perdido e sem saber o que fazer a respeito de Jessica, afinal uma dama normalmente olhava para ele e saia correndo. Jessica não correu e ainda teve a capacidade de encarrá-lo com uma segurança e independência fora do comum.
“Qualquer mulher com um mínimo de bom senso ergueria a barra das saias e fugiria.”  Pág: 44
Jessica simplesmente não consegue entender como ela uma mulher inteligente conseguiu cair de quatro por aquele marquês mal educado. Outra coisa que ela não consegue entender é o medo que as pessoas tem dele, afinal nos seus olhos ele não é tão assustador quanto falam por aí. É claro que o envolvimento deles ocorre no meio de muita confusão e escândalos, mas a atração é quase impossível de ser evitada.
"Ao mesmo tempo excitado e desnorteado, Dain levou as mãos imensas e hesitantes até as costas dela e contornou-lhe a cintura fina com os dedos trêmulos. Nunca abraçara ninguém assim antes - tão magra, macia e curva, perfeitamente delicada. Ele sentiu um aperto, uma dor no peito, e teve vontade de chorar." Pág: 70
Como amar uma pessoa que nunca recebeu amor? Como confiar em alguém que só desconfia de você? Como lidar com segredos enterrados num passado escuro?
Não posso responder a essas perguntas, mas posso dizer que esse romance não tem nada de monótono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário