Barra de vídeo

Loading...

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Esqueça o Amanhã #01

Autora: Pintip Dunn
Título original: Forget Tomorrow
Tradução: Ryta Vinagre
Série: Forget Tomorrow 
Editora: Galera Record
Páginas: 384
Onde encontrar: AmazonBR | Submarino 

| Livro cedido em parceria com a Editora Galera Record | 

Sinopse: Em uma sociedade onde jovens recebem uma visão de seu futuro quando completam 17 anos, todos têm uma carreira a qual dedicar seus esforços. Um campeão de natação, um renomado cientista, um chef de sucesso... Ou, no caso de Callie, uma assassina. Em sua visão, a garota se vê matando a própria irmã. Antes que ela possa entender o que aconteceu, Callie é presa e a única pessoa capaz de ajudá-la é Logan, uma paixonite de infância com quem não fala há cinco anos. Agora, Callie precisa descobrir uma forma de proteger sua irmã da pior das ameaças: ela mesma.

Demorei para receber esse livro e demorei um pouquinho mais para conseguir lê-lo, porque sempre que eu conseguia mais de 30 páginas, algo acontecia e eu precisava desfocar. Finalmente, nesse feriado, tive o tempo que precisava para mergulhar nesse novo universo. Portanto, estou aqui para apresentar Esqueça o amanhã, uma distopia futurística com uma pegada de magia. Vamos lá? 
"- Callie? Feliz Véspera da Memória. Que a alegria do futuro a ampare pelas provações do presente." Logan p. 14
Callie, ou 28 de outubro, está a um dia de receber sua memória do futuro. Isso mesmo, a sociedade em que vive está tão avançada tecnologicamente que foi possível receber imagens de um futuro. "A única diferença é que de fato temos provas de que o futuro existe. Quando rezamos, não é para deus nenhum, mas para o Destino em si e o curso predeterminado que ele estabelece." Callie, p. 17

Esse fragmento do futuro, no entanto, não conta a história toda. Por isso, é dever das entidades governamentais garantir com que tudo ocorra da melhor maneira possível para que a memória se concretize! "- A realização, pintinho. O objetivo da AMFu é garantir que nossas memórias se tornem realidade." Sully, p. 105 As crianças e os adolescentes aprendem desde cedo a abrirem suas mentes para que a memória apareça de forma mais fluida possível. Callie não poderia estar mais ansiosa. Por isso, no dia 27 de outubro, ela resolve dar uma volta com sua irmã mais nova, Jessa. Nisso, descobrimos que poderes psíquicos existem nessa sociedade. Porém, eles não são nem um pouco aceitos. E, olha lá, a pequena Jessa consegue ver o futuro. Este é um segredo que precisa permanecer longe de olhos e ouvidos oficiais.


Callie, portanto, está disposta a tudo para proteger sua irmã. Até mesmo ir para a cadeia. É. No dia 28 de outubro, Callie recebe sua memória. Nela, nossa protagonista mata a pequena Jessa. Incapaz de aceitar tal realidade, ela se entrega para a polícia. Na prisão, veremos cada vez mais como esse sistema sistema funciona.
"- Você matou sua irmã? Pelo mãe do Destino. Quem é você?" Willian, p. 39
Porém, o que vemos não é exatamente uma prisão: é o Limbo. Nenhuma das pessoas que está lá cometeu crime algum, apenas receberam um chip que contém a memória do futuro, na qual elas são agressivas. Isso é o suficiente para te chutarem do convívio social, mas não para uma prisão. Como Callie se desfez de seu chip enquanto fugia com Logan, ninguém oficialmente sabe o que Callie viu. Portanto, os cientistas de lá começarão a fazer uns testes, na tentativa de arrancar a memória à força. 
"- Vamos dar alguns dias para ela se recuperar, depois tentaremos de novo. Vamos continuar tentando até que ela entregue a memória. Até ela inalar tanta fórmula a ponto de se esquecer do que é real e do que não é." Dr. Barrow, p. 81
O tempo que permanece no Limbo nos apresenta no novas linhas de enredo, percebemos que o sistema é falho. E que nem todos na sociedade recebem um tratamento justo. É aí que começamos a perceber os novos desdobramentos de uma luta por justiça. E não poderíamos falar dessas loucuras sem citar Logan Russell. "Logan Russell está me arrastando para a margem. Salvando a minha vida em todos os sentidos da expressão." Callie, p. 140 

Nós o vemos rapidamente no começo, descobrindo aos poucos o que aconteceu entre ele e Callie para que os dois não se falassem por cinco anos. Não entendemos completamente, porém sabemos que está relacionado com seu irmão, Mikey, o qual foi levado por conta de seus poderes. Por isso, e apenas por isso, Callie confia nele. E então temos a história mais louca, cheia de conspirações e segredos que você poderia esperar. Além, é claro, daquele romance gostosinho que você respeita.
"- E se você puder mudar seu futuro?
- Mas a presidente disse que isso era impossível.
- Ela mentiu. Todo nosso sistema socioeconômico é baseado em memórias do futuro que se tornam realidade, então é claro que ela precisa dizer isso." Logan e Callie, p. 47
Depois do Limbo, conhecemos a Resistência. Um grupo de pessoas com poderes paranormais, as quais seriam assassinadas pelo sistema, que não está nem um pouco confortável com a ideia de deixar instituições corruptas no poder. Callie e seus novos - e ainda desconhecidos - poderes terão um papel em todo esse novo cenário político. "'Poderes' parece uma palavra forte demais. Eu não consigo ver o futuro nem fazer as coisas flutuarem. No máximo, sou uma câmera digital mais caprichadinha." Callie, p. 87 E lá, ela poderá entender um pouco mais a respeito de quem foi seu pai e como o mundo funciona.

A ideia de que uma sociedade possa rodar baseada nas memórias do futuro é incrível. Porém: seres humanos, como sempre, estão aí para estragar todas as coisas legais que a tecnologia tem para nos oferecer. Leiam Esqueçam o amanhã! Com sorte, Remember Yesterday e Seize Today (os outros dois livros oficias da trilogia) chegarão em breve em nossas estantes. Estou realmente ansiosa!
" - Você não acha que sou um monstro?
- O único monstro aqui é a sua memoria do futuro. Ela rouba sua paz e faz você duvidar de quem é. Eu te conheço, Callie, e você é cheia de amor." Callie e Logan, p. 156


Nenhum comentário:

Postar um comentário