Barra de vídeo

Loading...

quarta-feira, 23 de março de 2016

Resenha do Livro: Deus ex machina, de Daniel Lucrédio

Capa Deus ex machina
Ano: 2014
Páginas: 352
Editora: Clube de Autores
“Deus ex machina” insere o leitor em um ambiente futurista, em um Brasil dos sonhos, sem crimes, sem corrupção, com boas condições de empregos e igualdade social mais difundida. Isabel é uma feliz moradora desse futuro aparentemente tranquilo voltando para casa, após um cansativo dia de trabalho. Ao olhar para trás em uma estação de metro, ela porém nota que algo estranho está acontecendo. Ela parece estar sendo seguida por desconhecidos, duvidando da própria sorte, ela entra em um banheiro e tenta se acalmar. A moça então é sequestrada e acorda em uma sala, onde sofre um seção de tortura, infligida pela policia que está querendo descobrir as palavras de um código. Sem entender o que está acontecendo e em meio a aflição a moça informa algumas palavras que sua mãe a fez memorizar, quando criança e que após serem testadas por essas pessoas, acabam devolvendo a liberdade de Isabel.
A moça volta para casa e tenta recuperar sua vida normal, mas não consegue e como nada daquilo parece fazer sentido em um cenário tão pacifico e livre das práticas tão comuns dos dias de hoje a ideia de descobrir o que fez a policia tortura-la em busca de umas palavras que sua mãe lhe fez memorizar se torna uma obsessão.  Em busca de respostas a moça abre caixas, antigas e revira fotos e pertences da mãe até acabar encontrando uma verdade muito inconveniente, que acaba por coloca-la no meio de uma conspiração que pode fazer o mundo inteiro onde ela nasceu vir a colapso.
Livro bastante bem escrito, possui uma narrativa um pouco enervante, mas muito consistente e uma atmosfera de mistério. Deus ex machina provoca a curiosidade do leitor até o final. Bom exemplar para quem curte uma ficção futurista ou um suspense. A capa do livro é um diferencial e tanto, interessante sem ser enjoativa, inteligente em sua proposta e muito em voga com o tema do livro. A história cabe direitinho no que se propõe e coloca fatores de interesse em um tempo muito bem medido, além de claro oferecer uma opção nacional para admiradores de leitura de fantasia, ficção e que curtem um ambiente futurista, ambientada em sua maior parte no Brasil.
Outros Livros: A Coruja Que Não Enxergava No Escuro
Daniel Lucrédio:  Nascido em Araras – SP, em 1979, Daniel Lucrédio é formado Engenheiro de Computação pela UFSCar – Universidade Federal de São Carlos, e Doutor em Ciência da Computação pela Universidade de São Paulo. Trabalha com desenvolvimento de sistemas desde 1997, e como pesquisador desde 1999, tendo realizado estágios de pesquisa na Microsoft, em Redmond, WA, EUA e na George Mason University, em Fairfax, VA, EUA. Desde 2010 é professor adjunto e pesquisador da Universidade Federal de São Carlos – SP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário