Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

A Maldição do Titanic, de Robert J. Serling

A Maldição do Titanic, de Robert J. Serling
O Titanic e sua história sempre fez parte da curiosidade de boa parte da população. Como um navio, dito insubmergível, pode ter naufragado? Por que seu capitão, E. J. Smith, navegava tão rápido em uma região perigosa? Por que os oficiais não usavam binóculos para avistar perigo? Por que apenas poucos botes salva-vidas foram postos na embarcação? Que misterioso navio foi aquele que apareceu para os passageiros em desespero e simplesmente apagou suas luzes e deu meia volta, sacramento a vida de muitos? Essas são algumas das perguntas que sempre foram e serão abordadas. Várias teorias são levantadas, mas é difícil saber ao certo. A questão, é que o Titanic e seus mistérios sempre farão parte da mente humana.

E por isso, os amantes do terror não poderiam deixar de receber uma versão muito interessante sobre o assunto, com "A Maldição do Titanic", que fala sobre um estudioso chamado Derek Montague que descobre que o Titanic naufragou levando dezenas de caixotes contendo ouro. Levando sua teoria para amigos oceanógrafos, logo montam uma expedição para, primeiro encontrar o gigantesco navio, e depois recuperar o ouro. Mas nada é fácil, já que ao chegarem no local coisas estranhas começam a acontecer, dificultando o sucesso da missão.

Aliando ficção com embasamento científico e dados históricos, Robert Serling consegue criar uma trama cativante e deveras instigante, principalmente para aqueles que admiram a história do gigantesco navio. Além da trama de fantasmas muito bem elaborada, o ponto alto do livro é justamente trazer a tona fatos reais.

Um dos momentos mais legais é a citação ao livro real de Morgan Robertson, intitulado "Futilidade", que foi escrito em 1898 (doze anos antes da tragédia do Titanic) e que conta a história de um navio chamado Titan, que colide com um iceberg (assim como o Titanic) em uma noite de abril (o Titanic afundou em abril de 1912) e matou 1500 pessoas porque não havia botes suficientes (assim como gigantesco navio). Saber que a história é verdadeira, me causou enorme arrepio. A citação de personagens centrais do Titanic também é muito bacana. Pessoas que viveram ou morreram, o suposto sentimento de culpa que assolaram pessoas chave do Titanic após o naufrágio e diversas outras questão são levantadas e, acreditem, causam falta de ar.

Não tenho palavras para descrever o quanto me agradou "A Maldição do Titanic". Não tanto pela sua história de terror, que é bem tensa em alguns momentos, mas sim pelos elementos históricos agregados, que me deram sensações boas e ruins. Boas por me fazer compreender um pouco desse enorme mistério. Ruins por saber que muitas vidas se perderam por negligência de terceiros, por erro humano, por puro ego alheio.

Para finalizar, quero alertar para que não leiam a orelha do livro, que conta praticamente toda a trama no quesito ficção. Mas se já leu, não desanime. Leia o livro mesmo assim, pois você terá elementos históricos ricos em detalhes e que vai, sem dúvida, fazer a obra de Robert Serling valer a pena.

Nota: 8/10



Leia mais: http://bibliotecasombria.webnode.com.br/products/a-maldi%c3%a7%c3%a3o-do-titanic%2c-de-robert-j-serling/

Nenhum comentário:

Postar um comentário