Barra de vídeo

Loading...

sábado, 16 de janeiro de 2016

OS MELHORES CLIPES DE 2015


Macaco safado, vida punk, Superman do gueto, ocultismo, perda, praia e sci-fi. Esses são alguns dos elementos que compõe a seleção do Escuta Essa Review para os 15 melhores clipes de 2015. Confira a lista e deixe nos comentários os seus clipes preferidos.



1. Blackstar – David Bowie

Morte, Major Tom, Estado Islâmico, jazz, Aleister Crowley, H.P. Lovecraft, Arte. O curta-metragem de despedida de quem foi vanguarda até o fim. Leia a crítica do álbum.
Dir. Johan Renck

2. The Less I Know The Better – Tame Impala

Divertido, colorido, sem medo de ser sexy, psicodélico e cheios de objetos fálicos. Freud ia adorar. E tem o Trevor. Leia a crítica do álbum.
Dir. Canada

3. Alright – Kendrick Lamar

Realismo fantástico no mundo do hip hop & comentário social rasgado. Um negro como uma espécie de Superman (que não usa capa e nenhuma dessas indumentárias bregas). Veja a crítica do álbum.
Dir. Colin Tilley

4. Acid Reflux – Rone feat. Toshinori Kondo

Isso é como devemos nos sentir após 48 horas acordados e nos mantendo em pé graças a toneladas de cafeína e taurina. Trabalho impressionante.
Dir. Ilan Cohen (com Boris Levy)

5. Boa Esperança – Emicida

Assistiu ao clipe? Viu o filme Que Horas Ela Volta? As questões raciais e de classe social foram pesadas na música do Brasil este ano. Ainda bem! Leia a crítica do álbum.
Dir. Karia Lund e João Wainer

6. Cirice – Ghost

A doce sedução do mal por meio do carisma de um pregador. Leia a crítica do álbum.
Dir. Roboshobo

7. Sometimes I Feel So Deserted – The Chemical Brothers

Pós-punk lindamente fotografado. Leia a crítica do álbum.
Dir. Ninian Doff

8. Dayzed Inn Daydreams – Ariel Pink

Lembra aquele filme Aqui é o Meu Lugar, do Paolo Sorrentino, mas é melhor, bem melhor.
Dir. Grant Singer

9. Coronus, The Terminator – Flying Lotus

Transcendental, mas com um plot twist sci-fi. Leia a crítica do álbum.
Dir. Young Replicant

10. Samba Triste / Saiba Ficar Quieto – Mariana Aydar

Violão, Mar e Mariana. Leia a crítica do álbum.
Dir. Mihay Freire

11. Queen of Peace & Long and Lost – Florence + The Machine

Cinematografia, coreografia, interpretação e muita emoção. Leia a crítica do álbum.
Dir. Vincent Haycock / Coreografia Ryan Heffington

12. Kim’s Caravan – Coutney Barnett

Uma das melhores estreias de 2015 escolheu uma música nada comercial para produzir um dos melhores clipes do ano. Leia a crítica do álbum.
Dir. Bec Kingma

13. Routine – Steven Wilson

Animação o “ninho vazio” e como preencher a fantasmagórica falta cotidiana de alguém. Leia a crítica do álbum.
Dir. Jess Cope

14. REALiTi – Grimes

É difícil definir e explicar a Grimes para quem não a conhece. Esse vídeo resume quem ela é ecomo ela é. Além disso, ela compôs e produziu a música. Dirigiu e editou o clipe. O diretor de fotografia é Mac Boucher. Leia a crítica do álbum.

15. Irreversible – Remove Silence

Ótima edição de vídeo para um vídeo de ideia simples, mas totalmente adequada à música. Leia a crítica do EP.
Dir. Duca Mendes e Americo Fazio

Menção + do que especial:

Björk – Stonemilker e Black Lake

A música do primeiro clipe é puro sentimento, sentimos seu abrir de coração. Já o vídeo é a sua contribuição com a tecnologia do meio (porque sempre há algo de novo no que ela faz. Sempre). O segundo é o triunfo de sua música na fronteira entre o pop e o erudito, usando a Islândia, sua terra natal, como cenário. Leia a crítica do álbum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário