Barra de vídeo

Loading...

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

[Resenha] De Volta à Caixa de Desejos

De Volta à Caixa de Desejos - Ana Cristina Melo
Se em A Caixa de Desejos, livro que precede esta obra, acompanhamos Marília na transição da infância para a adolescência, em De Volta à Caixa de Desejos, o tema de certa forma se repete, quando, no fim do ensino médio, ela inicia sua passagem para a vida adulta. Marília permanece apaixonada por literatura e, seguindo o conselho de seus pais pensa em prestar vestibular para jornalismo. O momento também é decisivo para Francine, que após o término do casamento de sua mãe tem que decidir se permanece em Paris ou volta para o Brasil.
Porém, não são só as preocupações com seu futuro profissional que vem tirar o sono de Marília. Quando seus pais começam a se desentender, a protagonista vê o equilíbrio do seu mundo ameaçado. Soma-se a isso um namorado ciumento e a chegada de Joca, um possível novo interesse amoroso, ampliando seus horizontes. São tantos os conflitos que fica impossível não recorrer a sua caixa de desejos, uma maneira de conectar-se também com sua avó Laurinda, de quem sente tanta falta.
No primeiro livro fui totalmente conquistada pela forma simples e poética em que o luto da protagonista é explorado e em como ela se vê às voltas com os sentimentos e emoções de outras pessoas, enquanto tenta administrar seus próprios medos e frustrações. Apesar da melancolia que percorre a obra, a história é contada de forma leve, e a brevidade dos relatos deixa nas entrelinhas muitos dos sentimentos, o que funciona bem por se tratarem de situações tão universais. Se os detalhes de cada história pessoal são únicos, os anseios e temores do amadurecimento são universais.
Em sua continuação, a autora mantém o mesmo tom, porém com o universo já estabelecido fica mais fácil desenvolver melhor a história. Apesar da protagonista estar mais velha, a narrativa continua sendo contada para a mesma criança que leu a obra anterior, incluindo os temas da adolescência que parecerão tão adultos para a mesma de forma delicada: paixão, namoro, ciúmes, vestibular, tudo parece envolto em uma certa magia. Ana Cristina Melo acerta em não incluir uma grande lição como cerne de sua história, passeia por temas de interesse para seu leitor, e nos oferece uma deliciosa narrativa mostrando que a maior aventura da vida é crescer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário