Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Perigoso Demais - S. C. Stephens


Quando a banda se torna famosa, Kellan Kyle e Kiera são obrigados a se perguntar se o seu amor pode suportar as pressões constantes do superestrelato. As amizades que fizeram, a família que encontraram e a história que viveram irão ajudá-los a navegar pelas águas turbulentas da popularidade crescente da banda.
(Há mais informações na sinopse, mas tirei por conter spoilers do livro. Quem quiser ler a sinopse completa, acesse aqui.)


Título original: Reckless
Série: Trilogia Rock Star # 03
Editora/Ano: Valentina/2015
Categoria: new adult
Nota: 3/5
+18

* Livro recebido em parceria com a Editora Valentina

Olá pessoal, tudo bem?

Agora é hora de conferir a resenha de mais um fechamento de série. Perigoso demais, de S. C. Stephens, encerra a trilogia Rock Star, publicada no Brasil pela Editora Valentina. Continuação deIntenso demais e Complicado demaisPerigoso demais foi um livro que me deixou muito dividida e com sentimentos conflitantes. Confiram abaixo o porquê.

Nos dois primeiros livros da série, fomos apresentados a Kellan Kiley e Kiera Allen, e vimos seu relacionamento nascer e crescer a partir de uma traição, que marca o início da série de forma bem polêmica e intensa.

Kellan é um homem lindo, que chama a atenção aonde passa, e é um verdadeiro talento musical. Vocalista da D-Bags, ele tem nos outros integrantes da banda, Evan, Matt e Griffin, sua família mais antiga e presente. Em Perigoso demais vemos a banda alcançando cada vez mais espaço e sucesso, principalmente devido ao carisma e sex appeal de Kellan, e aí que começam os problemas. A entrada de novos personagens, relacionados a carreira dos D-Bags, coloca Kellan em uma posição complicada e desagradável, pelo "bem da banda", que deixa seu relacionamento em perigo.

Bom, não vamos entrar mais nos acontecimentos dos livros, para evitar spoiler, não é, pessoal? O fato é que preciso fazer um desabafo e dizer que não gostei da condução de muitas coisas nesse livro. O que eu mais amo na série é a capacidade da autora de criar personagens e situações reais e verossímeis. Os dois primeiros livros foram marcados por personagens humanos, com erros e acertos, defeitos e qualidades, e a interação entre eles foi o que mais mexeu comigo e minhas emoções. Foi impossível me manter indiferente às diversas situações criadas. Porém, não senti o mesmo em mais da metade de Perigoso demais. Achei os novos personagens muito maniqueístas, e isso deu um tom diferente ao livro. Sério, nem parecia um livro de S. C. Stephens, e eu só consegui reconhecer a autora e me conectar com a história bem depois da metade do livro. Isso tornou a leitura bem mais lenta que a dos anteriores.

A postura dos protagonistas e dos outros membros da banda também me irritou muito. Kiera e Kella estão mais maduros e confiantes um no outro, porém, se mostraram passivos demais diante das situações a que foram expostos. E a aparente indiferença dos outros D-Bags me incomodou muito. Não sei porque a Kiera continua tãaaaao insegura, mas muitos dos problemas do livro teriam sido minimizados (não digo evitados) se ela fosse menos tímida e avessa ao público. Afinal, a mulher está namorando um super astro em ascensão, não dá pra querer ficar escondida nas sombras o tempo todo! Aff

O que eu realmente gostei, que me envolveu e deu aquele link com a realidade que eu esperava desde o início, foi a forma como a autora abordou e mostrou o poder da mídia e opinião pública. Isso rendeu as melhores cenas e as mais convincentes do livro.

"As pessoas vão acreditar no que quiserem acreditar."
Outro ponto alto foi o final, os últimos 4 ou 5 capítulos, porque foi muito lindo, com algumas cenas bem comoventes, e trouxe um ótimo fechamento a série. Apesar dos ótimos capítulos finais, o livro como um todo me deixou bem dividida, e teve hora que quis entrar na trama e dar uns tapas em alguns personagens (sim, ele me levou a pensamentos bem violentos, rs).

Assim como os livros anteriores, este é narrado em primeira pessoa, exclusivamente pela Kiera, e mais uma vez senti falta do lado do Kellan. Apesar dos problemas, ou talvez por causa deles, chegamos a fase na qual Kellan e Kiera estão mais maduros como pessoas, e confiantes, como casal, e gostei de ver essa evolução dos personagens, apesar da insegurança constate da Kiera me irritar eternamente. O livro tem algumas cenas sensuais, mas nada exagerado ou vulgar. Uma marca registrada da autora, nessa série, é fazer cenas de sexo relativamente leves. O livro é mais sensual do que propriamente erótico. Mas, por preocupação, gosto de fazer a ressalva da idade.

"Nós levantávamos o astral um do outro, trazíamos o melhor do outro à tona. Éramos seres humanos melhores juntos."
A autora trouxe um fechamento para todos os coadjuvantes, que são tão presentes na vida dos protagonistas. A louca irmã de Kiera, Anna, os rapazes da banda e suas namoradas, Danny, todos tiveram seu fechamento.
Mais uma vez tenho que elogiar o trabalho da Valentina na escolha da capa e título, que são perfeitos!  Minha única ressalva, novamente, são as páginas brancas e letras pequenas, mesmo entendo que isso se deve ao fato do livro já ser bem grossinho como está (são quase 500 páginas).

E por falar em quantitativo de páginas, acho que esse último volume poderia ter sido bem menor, porque a aparente necessidade da autora de manter o número de páginas dos anteriores resultou em um miolo cheio de enrolação e repetições. No geral, Perigoso demais foi um bom livro, porém inferior aos anteriores. Eu gostei do fechamento da série, gostei da evolução dos personagens, porém esperava mais, bem mais, do último volume como um todo.

Bom pessoal, é isso!

Não deixem de comentar e falar o que acharam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário