Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

CRÍTICA : Sono de Inverno (Kis Uykusu) - 2014

por 


Em o Sono de Inverno, o diretor turco Nuri Bilge Ceylan explora a monotonia da alma e os conflitos da mente

Texto por Diego Araujo - O constante contato com o cinema hollywoodiano prende nossos olhos, cria um monopólio visual cinematográfico. Porém, ao termos uma experiência fora da caixa, ao optarmos por uma visão diferente dessa que estamos acostumados, o choque é imensamente lindo.

Sono de Inverno é um filme turco dirigido por Nuri Bilge Ceylan, que em 2014 ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Na história, acompanhamos a rotina de Aydin, ator aposentado que se encontra em constante crise com a esposa Nihal, uma jovem mulher que tem como missão arrecadar fundos para ajudar escolas locais. Aydin dedica sua vida a gerenciar um hotel na região da Anatólia, juntamente com sua irmã Necla, esta que por sua vez sofre com um recente divórcio. Na solidão e monotonia do inverno, o hotel se torna um semeador de problemas, trazendo todos os transtornos dos personagens à tona.



A primeira impressão que temos de Sono de Inverno é a eficiente captura de uma realidade assustadora. Sua fotografia é belíssima, e carrega, em conjunto com os planos gerais do diretor, um nível de expressão muito forte, conseguindo transmitir para audiência sensações palpáveis do ambiente. 

O longo tempo de duração da fita abre espaço para a uma profunda exploração de ideias entre os personagens. Aydin, cuja arrogância é nítida, possui uma visão turva e superficial de seus “inferiores”, e transmite isso através de textos e críticas morais que redige para uma coluna do jornal local. Por estas opiniões, ele é criticado pela irmã, que ressalta a incapacidade do mesmo falar sobre temas que nunca vivenciou.



O filme demonstra como a distinção de poder pode corromper, poder que é retratado não só por sua forma hierárquica, de pose, mas também em um nível intelectual. Aydin pode ser considerado intelectualmente rico, o que neste caso especificamente parece ser confundido com superioridade, mas na verdade ele apenas se mantém indiferente perante certos problemas, chegando até mesmo a se portar de forma cômica em determinadas situações.

Sono de Inverno é sem dúvida uma obra prima, de roteiro bem talhado, direção competente e atuações inspiradas.  Temos uma história sólida e poética, que consegue exemplificar conflitos existenciais complexos, muitas vezes carregados de tensão, com extrema calmaria e simplicidade narrativa.  E a produção, acima de tudo, demonstra todo o potencial do cinema turco.Recomendado.


























Sono de Inverno/ Kis Uykusu/ Winter Sleep: Turquia, Alemanha,França/ 2014/ 196 min/ Direção: Nuri Bilge Ceylan/ Elenco: Haluk Bilginer, Melisa Sözen, Demet Akbag, Aybert Pekcan, Serhat Mustafa Kiliç, Nejat Isler, Tamer Levent, Nadir Saribacak

Nenhum comentário:

Postar um comentário