Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Histórias Cruzadas (The Help)

por 

Roteirizado e dirigido por Tate TaylorHistórias Cruzadas adapta o livro A Resposta, de Kathryn Stockett. O foco principal de Stockett foi expor os absurdos aos quais os negros eram submetidos no estado do Mississipi, onde a própria legislação estipulava a segregação racial, com banheiros separados, a não obrigação de se prestar socorro a um negro ferido, e as árduas jornadas de trabalho. Estes eram alguns dos absurdos que moldavam o caráter dos "sábios" homens brancos da década de 60, absurdos que consequentemente eram herdados por suas famílias.

Tendo como personagens principais as empregadas (que na época eram chamadas de help), o filme aborda o elo entre as crianças brancas, praticamente abandonadas por seus pais biológicos, e estas mulheres que, por anos ofereciam carinho e atenção para os pequenos, mas nunca recebiam a devida consideração dos patrões, sofrendo ainda o risco de serem descartadas do dia para noite.

Ao explorar esta hipocrisia velada, percebemos a falta de humanidade da classe média alta da época, sendo que as representantes máximas desse comportamento eram as donas de casa. Alienadas e desocupadas, sua intolerância e ódio racial são apresentados de forma assustadora. É sabido que esta fase American Dream dos anos 60 gerou apenas depressão e tendências suicidas, tudo devido ao eterno jogo de aparência sulista, a fé exacerbada e a política de extrema direita.


É então que surge Skeeter (Emma Stone), uma jovem repórter que busca realizar algo importante em sua vida. Também criada por uma mulher negra, a jovem é livre dos preconceitos que acompanham suas amigas de infância, e percebendo a falta de sentido neste racismo corrosivo, decide escrever um livro que explora a realidade e o cotidiano das empregadas domésticas. Mas para ser publicada ela precisaria de diversos testemunhos, e isso não seria fácil.

Tecnicamente, a direção de Tate Taylor é muito eficiente. Ele passeia pelo humor e drama com naturalidade, e mas importante, consegue tirar de seus atores interpretações fantásticas, tudo isso apoiado por um excelente roteiro, uma produção planejada nos mínimos detalhes e figurinos impecáveis. 


O grande destaque do elenco é Viola Davis com sua Aibllen Clark, personagem que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de melhor atriz. Seu olhar profundo e cansado exemplifica o sentimento de todas as mães que perderam filhos, esposas que foram violentadas, seres humanos calejados por anos de ignorância e falta de oportunidades. 

Já para a jovem Emma Stone faltou um pouco de maturidade. A naturalidade de Skeeter por vezes soa confortável demais, mediante a seriedade da situação, mas no geral, a atriz colabora com o resultado positivo. A equipe de coadjuvantes conta ainda com Bryce Dallas Howard, Octavia Spencer (que concorreu ao Oscar de melhor atriz coadjuvante), Jessica Chastain e a veterana Sissy Spacek.

No final, é importante percebermos que Histórias Cruzadas explora tanto os problemas dos negros como dos brancos, e que a aproximação de todos é a solução definitiva para dores e tristezas. Não estamos falando de salvadores ou mártires, apenas de união, em que ninguém seja melhor ou menor do que ninguém.Recomendado.




Histórias Cruzadas/ The Help: Estados Unidos, Índia, Emirados Árabes Unidos / 2011/ 98 min/ Direção: Tate Taylor/ Elenco: Emma Stone, Viola Davis, Bryce Dallas Howard, Octavia Spencer, Jessica Chastain, Sissy Spacek

Nenhum comentário:

Postar um comentário