Barra de vídeo

Loading...

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

A Rainha Exilada de Cinda Williams Chima


Série: Os Setes Reinos #02


Ano: 2015
Número de Páginas: 456
Editora: Suma de Letras


Sinopse: Depois de ter a família assassinada por Lorde Bayar, Han Alister faz um acordo com os clãs: eles bancarão seus estudos na Academia Mystwerk em troca de ajuda contra o Conselho dos Magos.
Han logo aprende a se transportar para o mundo mágico de Aediion, onde conhece Corvo, um mago poderoso que oferece lhe ensinar magia avançada e uma parceria para destruir os Bayar. Mais um acordo do qual ele espera não se arrepender depois.
Em A Rainha Exilada, segundo volume da série Os Sete Reinos, a princesa-herdeira de Fells, Raisa ana’Marianna, foge de seu reino para escapar de um casamento indesejado. Ela acredita que só a Academia Wien pode oferecer o que precisa para ser uma boa rainha para Fells, por isso decide se passar por uma estudante comum na escola militar.
Quando os caminhos de Han e Raisa se cruzam novamente, é difícil resistir à conexão imediata que sentem. Embora não possam revelar sua verdadeira identidade, os dois estão destinados a mudar tanto a vida um do outro quanto o futuro de todo o Reino de Fells.

Resenha: Oi povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de “A Rainha Exilada”, o segundo livro da saga “Os Setes Reinos”. Me apaixonei pela saga fantástica quando li o primeiro livro, mas esse segundo me viciou ainda mais.

Spoiler do livro “O Rei Demônio”.

No final do primeiro livro após perder toda a sua família Han descobre que os braceletes que ele usava serviam para controlar seu poder de mago e assim ser um “mero mortal”.  Os clãs aproveitam a raiva que ele tem do Lorde Bayar e propõem pagar seus estudos na Academia Mystwerk em troca de ajuda contra o Conselho dos Magos. Como o único objetivo de vida de Han se tornou se vingar do que foi feito com sua família, ele aceita o acordo. Então acompanhamos a viagem que ele e Dançarino de Fogo fazem para chegar a Academia.

“Han e Dançarino viajavam disfarçados de comerciantes dos clãs, conduzindo pôneis carregados de mercadorias. As roupas do clã ofereciam um pouco de proteção. Isso e os arcos nas costas. A maioria dos ladrões sabia que não devia confrontar membros dos clãs das Montanhas Espirituais em seu próprio terreno.” Pág: 22
Depois que cruzam a fronteira do Ardem, a paisagem muda tragicamente e os vestígios das guerras do sul começam a aparecer. E a aventura começa a partir daí, eles passam por muitas coisas (que não posso contar), mas numa dessas confusões eles reencontram Cat. Ela era companheira de Han na época que ele comandava a gangue das ruas dos Trapilhos.

Do outro lado encontramos a princesa Raisa ana’Marianna que fugiu do casamento aramado pela sua mãe e Lorde Bayar. Ela viaja escondida como Rebecca Morley, uma estudante a caminho da Academia Wien junto com Amon e sua “alcateia”.  A única pessoa que sabe a identidade verdadeira de Raisa é Amon. O desejo dele é que ela ficasse no templo, reclusa com os outros iniciados, mas o desejo dela é ir para a Academia Wien e aprender a ser uma rainha guerreira.
“Raisa sabia que era arriscado se misturar aos outros estudantes, mas ela aceitaria o risco. Ela já havia passado tempo suficiente enclausurada. Queria aprender sobre o mundo real”. Pág: 39
Apesar de todas as confusões que surgem no caminho de Han e Raisa, ambos chegam em suas respectivas academias e começam a estudar. Raisa se torna uma cadete dedicada e super ocupada, pois ela corre atrás do tempo perdido. Han se torna um aluno prodígio que aprende a se transportar para outra “dimensão” chamada Aediion, lá ele conhece um “professor” chamado Corvo que se oferece para ensinar magia avançada, desde que ele o ajude a destruir os Bayar. Mas, um acordo que ele não sabe se vai manter.

O destino une mais uma vez a vida dos dois e dessa vez a conexão dos dois é imediata. Mesmo que ambos escondam segredos e suas identidades a atração é impossível de ser controlada.
“Ela saiu da viela, ergueu a cabeça e encontrou um par de olhos azuis que achava que jamais voltaria a ver. Seu coração cresceu no peito e quase explodiu, e ela se esforçou para respirar, para forçar o ar passar pelo nó na garganta.” Pág: 298
Não vejo a hora de ler “O trono de Gris” e saber o que vai acontecer com o destino de Han e Raisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário