Barra de vídeo

Loading...

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Dark Side of the Moon – Pink Floyd (Resenha)

Vamos falar um pouco de Dark Side Of The Moon, um dos maiores álbuns da história da música, o qual alcançou números surpreendentes, tanto em vendas como em posições nas paradas mundiais, esse disco é grandioso desde sua capa até seus mínimos detalhes, levezas sonoras e etc, conheça mais sobre a obra:
Dark Side Of The Moon é o oitavo álbum de estúdio da banda, porém, na linha cronológica de discos é o nono. Lançado no dia primeiro de março de 1973, o disco é marcado por sonoridades especiais, principalmente em “Time” com diversos relógios tocando ao mesmo tempo; hoje você pensa “poxa, mas é tão simples reproduzir esses efeitos” mas vale lembrar que o disco é da década de 70, com tecnologia muito precária.
Sucesso que, logo de cara deixou o disco nos top da Billboard 200 americana e, até hoje, é considerado um dos mais importantes álbuns da história da música e principalmente do rock progressivo.
Depois do sexto álbum lançado, “Meddle”, Waters teve a idéia de na próxima turnê que se aproximara, eles focassem em já apresentar materiais que viriam no futuro, com temas mais desgastantes visando a perda do integrande Syd devido ao seu estado mental vir abaixo decorrente do uso de drogas; e assim foi, os integrantes foram gravando músicas mais pessoais, Roger Waters gravou algumas fitas demos em sua casa.
Gravado no Abbey Road Studios, ao lado do produtor Alan Parsons, famoso por ter trabalhado com os Beatles, o disco contou com técnicas avançadíssimas na época para chegar ao resultado final. A segunda faixa gravada “Money” contou com alguns efeitos que Roger havia criado com moedas, usando também a técnica loop.

Fatos curiosos

As gravações tiveram algumas interrupções desnecessárias, como as vezes que Waters largou as sessões para ver partidas de futebol do seu time, ou assistir seriados de TV.
Outra curiosidade, que no caso é mais uma lenda do que curiosidade que ronda o disco; a relação que o mesmo teria com o filme “O Mágico de Oz”, que quando junta cenas do filme com músicas do disco, eles parecem se completar, veja o vídeo:

dark side
9.3ÓTIMO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário