Barra de vídeo

Loading...

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Resenha Crítica do Filme: O Gabinete do Dr. Caligari

O período entre guerras: crítica aos destroços de autoridade x recuperação de uma imagem em crise
Este filme nos proporciona uma breve noção de uma questão política existente no período entre guerras: a crise da autoridade. Este entendimento é importante para que se entenda o contexto em que viviam os jovens que apoiaram o Partido nazista alemão.
Resumidamente, a obra conta a história de Caligari, velho misterioso que hipnotiza um jovem num parque de diversões fazendo-o prever o futuro dos presentes. Uma previsão feita revela a um espectador que este morrerá num prazo curto de tempo. Por conta desta previsão assustadora e de acontecimentos estranhos na cidade um jovem resolve investigar as ações do hipnotizador e de seu sonâmbulo. Ao fim este jovem revela que Caligari é o diretor de um hospício e utiliza seus pacientes para aplicar técnicas hipnóticas de um apresentador de shows do século XVIII, cujos experimentos ele resolve testar. Contudo, dois finais se apresentam para essa trama: o do roteiro original, no qual o velho é tido como um louco por executar tais ações, acabando numa camisa de força; e o do roteiro modificado por uma moldura cinematográfica colocada pelos produtores, onde toda a história desvendada pelo jovem não passa de um delírio dele, que será tido como louco e acabará no hospício dirigido pelo mesmo personagem que, na verdade, é uma autoridade em seu juízo perfeito.
A versão do roteiro original apresenta uma crítica à figura das autoridades alemãs, representadas na personagem do “Caligari louco”, cuja imposição sobre a sociedade, representada pelo jovem sonâmbulo, tem como objetivo conduzir a atitudes impensadas e de conseqüências trágicas. A versão alterada exclui essa crítica ao reverter a situação, mostrando um “Caligari lúcido” que exerce suas funções de maneira coerente, e um “jovem alucinado” que criou uma situação irreal sobre o diretor do hospício e seu paciente.
A noção de autoridade - ora criticada, ora exaltada - é característica do conturbado período do entre-guerras. Nesse mesmo contexto, em que a obra é concebida como crítica e produzida como exaltação, é que se iniciam vários movimentos políticos e ideológicos que alimentam os ideais e a rebeldia de jovens por toda a Europa - em especial para esta análise, na Alemanha.
O Nacional Socialismo Alemão – Nazismo – será, no mundo ocidental, o exemplo mais radical entre os movimentos que se posicionaram ao lado da idéia de que o resgate de uma autoridade forte se fazia necessário para a reorganização do Estado. E por meio dele milhares de jovens, seus partidários, exerceram seus atos de rebeldia: hipnotizados pela necessidade de mudança e guiados por líderes crentes - tanto quanto eles - em sua capacidade de transformação e na legitimidade de seus meios para isso.
Os autores do filme viveram os horrores da primeira guerra mundial, de seu militarismo e da imposição das autoridades deste sistema e, assim, escreveram seu roteiro: revestidos de um sentimento de aversão a esta realidade. Porém, por alterações da produtora, esse vídeo possui uma grande alteração.
Saindo do caráter crítico pelo qual o filme se caracteriza em sua concepção, é preciso considerar uma questão problemática revelada por ele diante das transformações às quais foi submetido em sua produção: a viabilização comercial da obra. Uma vez aceito por uma produtora, esta impôs como necessária a introdução de uma moldura ao redor desta história para que ele se tornasse “consumível” pelo público ao qual estaria destinado. Assim, aquele produto só seria aceito após passar por um processo de manipulação cujo resultado seria a reversão completa de seu sentido crítico original. Ainda é necessário refletir: a ideologia transmitida por ele a partir de então, considerada pelos produtores mais bem aceita no mercado, é aquela que não pretende romper com os modelos autoritários de governo.
Dessa maneira, o filme apresenta, em certa medida, a realidade política do período em que nasce o Partido Nazista alemão e no qual vivem os jovens e os futuros jovens que o integrariam e levariam adiante seus projetos para uma nova Alemanha.~



Título original: Das Cabinet des Dr. Caligari 
Ano de lançamento (Alemanha): 1920
Tempo de Duração: 52 minutos
Direção: Robert Wiene
Roteiro: Hans Janowitz e Carl Mayer

Nenhum comentário:

Postar um comentário