Barra de vídeo

Loading...

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

A Escolha, de Kiera Cass

ISBN: 9788565765374
Série: A Seleção
Ano: 2014
Páginas: 352
Editora: Seguinte
Pontuação: ♥ ♥ ♥   
A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este best-seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.

A espera finalmente terminou! Depois de muito tempo deixando todos os fãs roendo as unhas foi lançado o último livro da trilogia A Seleção, da autora Kiera Cass. Eu mesma confesso que estava muito ansiosa pelo desfecho desta história!

Bom, como sei que muitos de vocês ainda não leram este livro, ou até mesmo não começaram a ler a série, não vou soltar nenhum spoiler, podem ficar tranquilos. Mas vou expor aqui algumas das minhas impressões sobre o livro.

Em primeiro lugar tenho que dizer que fiquei bem satisfeita com o final da trilogia. De verdade, amei o livro como um todo. Ri, me diverti, me emocionei, e até mesmo chorei.  Mas ainda assim achei que muitas coisas foram forçadas demais, ou até mesmo jogadas de forma muito aleatória e abrupta na trama. Um exemplo disso foi a evolução de alguns personagens que ficou um pouco forçada e não foi muito convincente.

Também achei que muitos elementos ficaram muito vagos e superficiais. A distopia em si tem maior evidência neste livro, mas nem de longe tem o peso que achei que teria. Achei realmente que depois de toda a tensão criada nos livros anteriores, principalmente com o mistério dos rebeldes, toda a coisa seria mais grandiosa. Mas claro que, desde o inicio, ficou muito claro que o foco da autora para a trilogia era o romance e o drama das garotas, além do triângulo amoroso America-Aspen-Maxon. Mas acho que se a autora se dispôs a explorar alguns destes elementos em seu livro, poderia ter pelo menos ter dado um desfecho satisfatório para estas questões. Acho também que por este motivo ficou alguns furos na história.

Analisando de forma fria, o que me parece é que a autora estava ansiosa para dar um desfecho para a trilogia e para os fãs e acabou se perdendo em suas ideias. Talvez muitas das coisas das quais planejava para a história precisava de mais amadurecimento e um melhor desenvolvimento. Apesar de a história ter acabado aqui, espero realmente que talvez a Kiera tenha em mente mais contos (vai ter um chamado A Rainha) para finalizar melhor suas ideias. O que me parece é que ela quis e/ou precisou jogar todos os elementos em um livro só, o que em muitos momentos ficou muito corrido e abrupto.

Claro que nem sempre um livro vai nos contentar totalmente, mas veja, eu amei o livro. Apesar de todos os furos eu realmente gostei. Falando emocionalmente do livro, não tem como não amá-lo, justamente por ser imperfeito. Ele é triste, é belo, e é imperfeito. Assim como seus personagens e suas histórias pessoais.

Neste livro ficou claro também que a autora quis mostrar como os personagens principais evoluíram e amadureceram. America está mais sábia, mas madura, e mais forte. Ela realmente está determinada a conquistar seu destino e lutar por aquilo que acredita. Mas tem que lidar com uma série de problemas, afinal ela é geniosa e não se conforma com as leis e regras impostas pelo rei. Maxon também mostra que aprendeu muito durante A Seleção e com a convivência com as meninas, mas principalmente com sua vivência com a America. E Aspen... Bem, ele continua sendo o Aspen preocupado, determinado e teimoso. Mas se tem algo que devo afirmar que é a America que me conquistou nesta trilogia.

A narrativa da Kiera continua empolgante e maravilhosa, isto é inegável. Neste livro em particular ela conseguiu me fazer sentir tudo o que poderia sentir com um bom livro: pesar, raiva, amor, pena, angústia, etc. Ela conseguiu me prender e não consegui soltar o livro até terminá-lo. E confesso que ao término me senti vazia e triste, por esta série ter chegado ao fim.

O título A Escolha não se limita à escolha que Maxon terá que fazer, mas também à todas as escolhas que todos os personagens têm de fazer. Claro, que o título original é The One (A Escolhida, ou A Única) mas enfim, o título nacional calçou como uma luva o que se passa no livro. São ciclos que se findam, novos sonhos, novas chances, novas escolhas.

O livro é bem bacana e acho que vai satisfazer a todos os fãs da série. Realmente tem um final justo, apesar dos furos e de alguns baques. Prepare seu coração! Se você ainda não começou a ler a série se prepare para passar muita raiva, muita emoção, choro e muitos sorrisos e suspiros. Kiera Cass criou um cont ode fadas moderno e apaixonante! Pelo menos para mim valeu muito a pena ler! A Escolha sem dúvida fechou com chave de ouro e vai fazer seu coração transbordar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário