Barra de vídeo

Loading...

domingo, 6 de setembro de 2015

Resenha Crítica do livro Humilhados e Ofendidos

Opinião

«Humilhados e Ofendidos» trata-se de um romance comovente e trágico que ilustra os limites do amor e da compaixão, em episódios de profunda emoção quase demente da maioria dos seus personagens, prontos a odiar e a amar da forma mais radical, exagerando ou engolindo o seu orgulho, mudando de atitudes constantemente, contrastando com a personalidade de um príncipe hipócrita capaz de tudo por forma a atingir os seus fins de enriquecimento por qualquer meio. 

No seu amor por Vânia e Aliocha, Natacha acaba por se decidir por Aliocha, filho do príncipe Valkovski que mantém um litígio grave com o seu pai. Aliocha, adolescente imaturo que ama simultaneamente Natacha e Kátia, balança entre as duas no meio de pungentes declarações de amor e promessas para toda a vida. Sendo Kátia rica e Natacha pobre, os interesses do príncipe Valkovski vão-se sobrepor através de uma estratégica hipócrita onde todos são humilhados e ofendidos, ao serviço dos interesses de quem tem mais poder que eles e que, não contente com isso, os usa de forma tortuosa e cruel. Como se não bastasse, a história da pequena Nelly, orfã que se encontra na completa miséria e às portas da morte, vai-se também cruzar com o passado negro e obscuro do príncipe Valkovski, revelando a que ponto pode chegar um homem na sua luta pela riqueza e poder. 
Personagem principal deste romance, Vânia é o apoio principal de Natacha e Nelly, numa luta desesperante pela salvação do presente e futuro destas jovens, ao mesmo tempo que ele próprio tenta sobreviver, numa miséria atroz fruto dos seus parcos rendimentos como escritor. 

Um romance de emoções fortes e sem pausas no ritmo alucinante a que a acção se desenrola, onde os vários tipos de amor são completamente dissecados, a realidade social e os respectivos jogos de interesse explorados nos seus contornos mais negros, e o humanismo dos humilhados a elevar-se por cima de todas as desgraças, revelando assim as facetas mais nobres e as facetas mais vis do ser humano, com todas as cores.

Um comentário:

  1. Estou lendo e adorando, muito denso, complexas análises do comportamento humano e da sociedade, somente como este escritor consegue abstrair e expressar em sua composição literária. Não entendo como este romance não teve o mesmo ou talvez maior prestígio que Crime e castigo.

    ResponderExcluir